Programa Antídoto Portugal » Casos de Envenenamento » Casos mais relevantes
26 de abril de 2019
 
 Casos mais relevantes

Embora todos os casos de envenenamento sejam de grande importância, há alguns que pelo número de indivíduos ou espécies afectadas, ou pelo tipo de veneno utilizado merecem claramente um destaque especial.

O caso de envenenamento mais impressionante de que há registos em Portugal ocorreu em Idanha-a-Nova a 8 de Novembro de 2003. Nesse caso foi colocado veneno em cadáveres de ovelhas, possivelmente para eliminar cães assilvestrados que estariam a atacar rebanhos na região. No entanto, os iscos envenenados foram ingeridos por várias aves necrófagas que existem no local, e o resultado foi a morte de 33 Grifos (Gyps fulvus), 3 Abutres-pretos (Aegypius monachus) e 3 Milhafres-reais (Milvus milvus). Os venenos utilizados foram detectados e as investigações e o processo judicial relativos a este caso ainda estão em curso.



Grifos (Gyps fulvus) envenenados em Idanha-a-Nova, 8 de Novembro de 2003
Foto: Samuel Infante

Relacionado com o caso anterior e também de grande importância devido à espécie envolvida e local, foi o de um Lobo-ibérico (Canis lupus) que também morreu envenenado em Idanha-a-Nova, a 11 de Outubro de 2004. A presença desta espécie naquela região não é habitual, e o facto de ter sido morto com veneno, num local bem próximo daquele o­nde tinham sido encontrados as aves envenenadas no ano anterior, foi mais uma alerta para a gravíssima situação de uso ilegal de venenos que existe na zona. O veneno utilizado foi identificado e as investigações estão em curso.




Lobo-ibérico (Canis lupus) envenenado em Idanha-a-Nova
Foto: Pedro Martins

Em Março de 2004, na Freguesia de Alegrete em Portalegre, ocorreu um caso de envenenamento que causou a morte a 2 Cães, 3 Raposas (Vulpes vulpes), 1 Javali (Sus scrofa) e 1 Sacarrabos (Herpestes ichneumon). Apesar de ter sido possível detectar a substância utilizada, Diclorvos, um veneno muito tóxico cuja posse e comercialização está já proibida em Portugal, aparentemente as investigações não foram as suficientes para apurar os responsáveis e o processo foi arquivado pelo Tribunal de Portalegre.


Sacarrabos (Herpestes ichneumon) envenenado em Alegrete (Portalegre), Março de 2004
Foto: Carlos Franco

 

 

webmaster@antidoto-portugal.org

Copyright © 2005 Programa Antídoto-Portugal