Programa Antídoto Portugal » Casos de Envenenamento » 2004
24 de agosto de 2019
 
 2004

Os dados sobre envenenamento de Fauna em Portugal durante o ano de 2004 vieram reforçar a importância da luta contra o uso ilegal de venenos, pois o impacte começou a revelar-se muito sério, em particular nas espécies silvestres.

A recolha de dados é sempre um processo contínuo, e durante o ano de 2004 o Programa Antídoto – Portugal registou 32 casos de suspeitas de envenenamento, em que foram afectados 90 animais. Os dados sobre as espécies domésticas representaram mais de 70% dos indivíduos afectados, e continuam a ser muito importantes para o estudo do problema devido à maior facilidade de detecção de cadáveres e/ou indivíduos com suspeitas de envenenamento.

Com os dados disponíveis foram elaborados mapas que definem as áreas geográficas mais críticas. As zonas da Beira Baixa (Distrito de Castelo Branco), Alto Alentejo (Distrito de Portalegre), Alto Minho (Distrito de Viana do Castelo) e Trás-os-Montes (Distritos de Bragança e Vila Real) continuam a ser as zonas o­nde os efeitos do veneno se fazem notar com maior intensidade, registando, em conjunto, 85% dos casos de que o PAP teve conhecimento a nível nacional.


 

Recolha de um Lobo-ibérico (Canis lupus) envenenado em Idanha-a-Nova, 11-10-04
Foto: Pedro Martins

webmaster@antidoto-portugal.org

Copyright © 2005 Programa Antídoto-Portugal