Programa Antídoto Portugal » Uso Ilegal de Venenos » Protecção do Gado
20 de fevereiro de 2019
 
 Protecção do Gado

Os conflitos entre a produção animal e a presença de predadores selvagens, como por exemplo o Lobo, remontam ao início da pastorícia e resultam da competição pelo mesmo recurso – os animais domésticos. Este conflito agravou-se à medida que as presas silvestres, como a cabra-brava, o corço ou o veado, foram caçadas pelo Homem, muitas vezes até à extinção, fazendo com que os animais domésticos, cada vez mais numerosos, se tornassem muito importantes para a sobrevivência dos predadores selvagens. A predação sobre os animais domésticos conduziu à perseguição generalizada e à progressiva extinção de espécies como o Lobo de grande parte da sua área de distribuição original, colocando-o em perigo de extinção.

Mas os predadores silvestres não são o único alvo dos criadores de gado, e em algumas regiões, os cães assilvestrados são um problema que muitas vezes levam as pessoas a utilizar métodos de controlo ilegal, como o veneno, o que em muitas situações tem levado à morte de várias outras espécies que são afectadas indirectamente.



Restos de um vitelo o­nde foi colocado veneno, com o objectivo de eliminar Lobos e/ou Cães assilvestrados
Foto: Francisco Álvares

Ao mesmo tempo que ao longo dos tempos se foram desenvolvendo formas cada vez mais elaboradas de perseguir os predadores também foram aperfeiçoados métodos para proteger os animais domésticos que não implicavam a morte do predador. Foi este conhecimento ancestral, moldado pela convivência com os predadores, que produziu métodos de protecção originais e muito eficazes e que devem ser fomentados e adaptados às novas necessidades para reduzir a predação e consequentes conflitos com as comunidades rurais.

Entre os vários métodos de protecção, o recurso a raças autóctones de cães de gado para protecção dos rebanhos tem sido uma das medidas mais eficazes. No entanto, a presença de veneno nos campos tem conduzido também à morte acidental destes cães, ou seja, uma das medidas que contribui para a redução do uso de venenos, acaba por ser afectada por essa mesma prática.

 

 



Cadela de Gado envenenada em Sendim (Miranda do Douro), Agosto de 2003

Foto: Ricardo Brandão



Artigo recomendado:
Métodos de Protecção do Gado: Uma forma eficaz de reduzir os conflitos com os predadores (pdf)
por Sílvia Ribeiro, Bióloga (Grupo Lobo)

webmaster@antidoto-portugal.org

Copyright © 2005 Programa Antídoto-Portugal